Conversas à Janela . Abnegação e extrativismo com Gisela Casimiro

Gisela Casimiro conta-nos que quando a noção de “ocupado” se vai tornando tóxica, porque andamos sempre ocupados e preocupados, regressar à natureza é regressar a nós, a cada ser. O efeito da natureza é estar presente, pronta para ser observada e descoberta, naquilo que já foi e continuará a ser para além de nós. Estamos habituados a que ela esteja ao nosso serviço para dela extraímos matérias, a usá-la por aquilo que ela tem para nos dar, sem conseguirmos já nomeá-la, prestar-lhe homenagem ou fazer-lhe uma dedicatória quando a vemos e cuidamos. O extrativismo natural e social coexistem numa geografia que, obrigando a uma partilha, levou a que houvesse, e haja, quem extraia e quem “seja extraído”, retirando-se a força vital de todos os lugares de onde se extrai algo, seja natural ou social.

CONVERSAS À JANELA / Abnegação e extrativismo com Gisela Casimiro
https://malvada.art/wp-content/uploads/2022/06/conversas-a-janela-Gisela-Casimiro_1.mp3
podcast CONVERSAS À JANELA / Abnegação e extrativismo com Gisela Casimiro

A Malvada Associação Artística em parceria com o Gerador, apresenta a quarta das cinco Conversas à Janela, no âmbito do ciclo de reflexão do projeto de cruzamento disciplinar Planta, com criação e direção de Ana Luena e José Miguel Soares.

Os temas das cinco conversas versam sobre Jardins e Espaços Públicos, Paisagens transgénicas, ‘Ma’: Espaço comunicativo de eventuais relações, Pensamento utópico, com os oradores Aurora Carapinha, Álvaro Domingues, Michiko Okano e Fátima Vieira, moderados por Leonel Alegre. 

Todas as sessões têm interpretação em Língua Gestual Portuguesa.

Criação e direção Ana Luena e José Miguel Soares Moderação Leonel Alegre Interpretação Língua Gestual Portuguesa Hands Voice Música Genérico Zé Peps Assistência de produção Beatriz Ourique Assistência de comunicação Juliana Fonseca Design gráfico Joana Areal Parceria GERADOR – Plataforma Independente de Jornalismo, Cultura e Educação Coprodução Município de Évora, Teatro Municipal de Bragança, Teatro Municipal de Vila Real Residência de coprodução Espaço do Tempo Parceiro institucional Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo Produção Malvada Associação Artística Mecenas Gama Uno Apoios Logísticos _ARTERIA_LAB – Universidade de Évora, Museu da Paisagem, Junta de Freguesia dos Canaviais Cofinanciado por  Alentejo 2020, Portugal 2020, Fundo Social Europeu | União Europeia, IEFP, Compete  Organização e Produção Malvada Artística

Leave a Reply Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%