caminhada e instalação . VAGUEAR

A Malvada em parceria com a Junta de Freguesia do Bacelo e Senhora da Saúde,  organiza uma caminhada no percurso do Aqueduto da Água da Prata aberta à comunidade, que promove a relação dos participantes com a paisagem, as plantas e incentiva o ato criativo através da fotografia instantânea.

Serão identificadas plantas, partilhada informação sobre as diferentes espécies botânicas e realizadas fotografias instantâneas em vários locais ao longo do percurso, durante o qual se faz uma pausa para descansar e merendar.

Vaguear insere-se no ciclo de reflexão e serviço educativo do projeto de cruzamento disciplinar PLANTA.

  • 1 Outubro 2022 (sábado)

Dur. aprox.: 3h; Distância aprox.: 5 Km; Dificuldade: 3 (Escala de 1 a 5 sendo o 1 o mais fácil); Equipamento: Calçado e roupa adequada para caminhadas / Telemóvel com máquina fotográfica / Água / Lanche (facultativo)

Inscrições  https://forms.gle/6TM3UPRtBLBEqYqQA

Informações maa.comunicacao@gmail.com / 960268843

VAGUEAR Caminhando com as plantas, fotografia e instalação com a arquiteta paisagista Aurora Carapinha e o fotógrafo José Miguel Soares Apoio Município de Évora, União de Freguesias do Bacelo e Senhora da Saúde Apoios logísticos Dourado Distribuição, Queijaria Cachopas, Sopas Graciete Cofinanciado por Alentejo 2020, Portugal 2020, Fundo Social Europeu | União Europeia, Compete, IEFP Organização e Produção Malvada Artística 

Planta tem o Apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes 

AURORA CARAPINHA (Évora, 1956) Arquiteta Paisagista. Doutorada em Artes e Técnicas da Paisagem, especialidade Arquitetura Paisagista e Arte dos Jardins. Professora da Universidade  de Évora – Diretora do  curso de Doutoramento em  Artes e Técnicas da Paisagem. Investigadora do Centro de História de Arte de Investigação artística onde coordena dois projetos de investigação sobre ‘O conceito de paisagem na Cultura portuguesa’ e sobre ‘A transformação da Paisagem em Portugal nos últimos sessenta anos’. Tem desenvolvido estudos na área da Teoria e da Crítica da Arquitetura Paisagista assim como desenvolvido e coordenado vários trabalhos na área do jardim e da paisagem. Nas dezenas de trabalhos publicados em seu nome, observa-se uma grande preocupação e devoção com a questões ambientais, que trata frequentemente em colaboração com a Fundação Calouste Gulbenkian.

JOSÉ MIGUEL SOARES (Ponta Delgada, 1977) Fotógrafo e Psicólogo. Desenvolve projetos artísticos de fotografia e de cruzamento disciplinar. Estudou Fotografia no Istituto Europeo di Design em Roma, Psicologia na Universidade de Lisboa, Psicologia Social na Università degli studi di Padova. Residiu em Lisboa e em Roma onde trabalhou em imagem e comunicação durante mais de uma década. Atualmente reside em Évora. Tem as suas fotografias publicadas em dezenas de revistas e publicações de grandes grupos editoriais a projetos independentes, em diversas áreas que vão da fotografia de celebridades à arquitetura, das produções de moda à fotorreportagem, da fotografia de cena a projetos de autor. Realiza fotografia e vídeo comercial para agências e marcas nacionais e internacionais. Premiado e nomeado em concursos como Jovens Criadores, Prémio Autores SPA, Society for News Design. Em 2018 funda a Malvada Associação Artística, onde assume a direção artística com Ana Luena, com quem desenvolveu os projetos ‘Por Portas Travessas’ (2018), ‘Quarto Escuro’ (2018), ‘Às Portas da Cidade’ (2019), ‘Personas’ (2019), ‘Bonecas’ (2019), ‘Revela-me’ (2020/21), ‘Skholé’ (2021), Topofilias (2020/22), Vizinhança (2020/2022).